CDB (Certificado Depósito Bancário), por Maria Cecília Bueno

1

Dando continuidade ao nosso bate papo sobre investimento vamos falar hoje sobre CDBs.

Os CDBs – certificados de depósitos bancários – são aplicações de renda fixa que permitem que você saiba, com antecedência, o prazo e as condições da remuneração do seu investimento.

A taxa de juros pagos pelos Bancos nesses títulos podem ser:

 

Pré-fixado  Pós-fixado  (também chamado taxa flutuante e quando a “taxa flutua” ou muda de acordo com a variação de um índice (esse índice pode ser TR (taxa Referência) usada na correção da caderneta de poupança ou CDI (taxa de juros das operações entre bancos) – a sigla CDI significa (Certificado de Depósito Interbancário)

 

No CDB Pré-Fixado:

O investidor sabe no momento da compra do título quanto irá receber em juros.

 

No CDB Pós-fixado:

A remuneração só será definida depois da data do vencimento do título.

 

O CDB  – tem incidência sobre Imposto de renda (IR) e IOF.

O cliente que investe no CDB quanto maior tempo de aplicação menor será a alíquota do IR.

O IR é cobrado apenas no momento do resgate ou vencimento do CDB sobre a rentabilidade bruta da aplicação.

 

 

Para aplicação em CDB é necessário ter uma conta corrente, a aplicação inicial varia de Banco para Banco mas o investidor tem de ter sempre em conta a solidez das instituições financeiras e diversificar os valores para estar sempre garantido pelo FGC.

 

Então, para investir pense sempre na solidez da instituição financeira, negocie os índices para obter melhores rendimentos pois eles variam de Banco para Banco e os índices são de acordo com a quantia investida. Quanto maior o valor e o tempo, mais alta poderá ser a taxa de juros.

(Maria Cecília Bueno)

 

 

Uma Resposta

  1. Marcia Bombonati

    Parabéns, uma forma clara e simples de explicar o que podemos fazer com o nosso dinheiro sem aquele mistério todo que os gerentes de banco gostam tanto….. ótima redação.

    Responder

Publique aqui um comentário, dúvida ou sugestão