Regina Menezes: arte e sensibilidade

2

 

Por mim… Vivo mudando. Porque gosto de acreditar que sou um ser em formação e que amanhã serei melhor e mais sabida. Então, deixo os olhos bem abertos e a antena ligada. Mas, também saio do ar e fico flanando por aí, pra enxergar com os olhos da alma. Por isso, estou amando a mana Lina lançar este blog faz muito bem: pra aprender a ver mais e melhor, dentro e fora. Estou interessada em tudo que faz muito bem. Como jornalista de formação, e tendo trabalhado em jornal, revista, rádio e tv, minha ênfase sempre foi em comportamento humano, esse território sem fim. Sem querer, fui migrando pra arte, talvez herança genética do meu pai artista (sempre comigo, in memorian). Do jornalismo, ficou a simbologia da curiosidade, que aplico em pinturas sobre papéis e telas e em esculturas. Bendito o dia em que resolvi fazer a pós em fotografia, assim fico praticando a arte da observação. Estou tentando me apresentar, muito prazer em encontrar você, que também já tem estrada mas, pra completar o mapa ainda falta muito! Quero estar junto. Com a mana Lina e com você. Bem assim: com a idade que tenho (indefinida, vai…), sei da mão dupla de aprender e compartilhar, vou tentar fazer isso por aqui. Tem coisa melhor rs? Sim, depois sair por aí, vivendo!

 

2 Responses

  1. Richard França

    Regina Menezes. Surpreendeu-me com tamanha sensibilidade(humanidade)talento, doçura.
    Percebe-se a serenidade dos seus movimentos: seja na lida com as pessoas, seja com suas obras. Nos últimos anos “persistidos nessa sociedade”, fico feliz pelo destino te-la me apresentado. Regina… Regina… Arte… Poesia… Menezes.

    Responder

Publique aqui um comentário, dúvida ou sugestão