Hipotireoidismo é + comum em mulheres após os 50 anos

 

Essa é uma doença auto-imune, portanto, não conseguimos prevenir. Mas quanto antes for diagnosticada é possível tratar e levar vida normal.

Ocorre principalmente em mulheres após os 50 anos. Por isso, atenção redobrada.

 

Algumas informações para lhe ajudar:

 

tireoide1A tireoide (afetada pela doença) é uma das maiores glândulas do nosso organismo. Fica na parte anterior do pescoço, logo abaixo da região conhecida como Pomo de Adão (gogó).

É responsável pela produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina) que atuam em todos os sistemas do nosso organismo: do coração passando pelo fígado, rins até o cérebro.

Pra você ter uma ideia esses hormônios regulam a temperatura do nosso corpo, a velocidade que o intestino funciona, o batimento cardíaco até nosso humor. Por isso a tireoide deve estar sempre funcionando bem.

 

Quando isso não ocorre podemos ter:

 

* HiPERtireoidismo

(excesso de hormônios)

 

* HiPOtireoidismo

(insuficiência de hormônios)

 

Evolução lenta

A doença vai se instalando devagar sem a gente perceber. No adulto, em geral, ocorre uma inflamação (Tireoidite de Hashimoto), uma disfunção autoimune que faz com que o organismo produza anticorpos que danificam a tireoide.

E, aos poucos, vamos perdendo a capacidade de produzir hormônio tireoidiano. No início, como nosso organismo é muito inteligente, ele ativa a hipófise que passa a produzir o TSH, o hormônio estimulador da tireoide.

Mas isso não dura para sempre. Vai chegar um dado momento – pode passar meses ou anos – em que a glândula estará totalmente destruída. É quando aparem os sintomas.

 

Sintomas

Alguns dos sintomas do Hipotireoidismo:

 

* alterações de humor

* alterações no sono

* redução de memória

* cansaço

* pele ressecada

* queda de cabelo

* infertilidade

* menstruação irregular

* unhas fracas e quebradiças

* ganho de peso

* aumento do colesterol (entre outros)

 

Diagnóstico

É importante fazer a dosagem hormonal (TSH e o T4 livre). O médico, a depender do caso, pode também pedir exames de imagem.

 

Alerta

 

tireoide-cuidado-saude-17951* Como o Hipotireoidismo acontece principalmente em mulheres, na época da menopausa, pode haver confusão na detecção da doença e/ou estar associada à depressão.

 

 

 

 

 

gestante11* Gestantes também devem ser avaliadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

teste-do-pezinho

 

 

* Bem como crianças também podem ter hipotireoidismo congênito (que pode ser detectado pelo Teste do Pezinho).

 

 

 

Felizmente é possível tratar o Hipotireoidismo. E os avanços na Medicina tem ajudado cada dia mais a controlar a doença e evitar complicações. É preciso, contudo, conversar francamente com o médico para a adequação da dosagem da medicação (que varia de uma pessoa para outra).  Especialmente também para avaliar as interações medicamentosas já que depois de uma certa idade podemos ter outras enfermidades que impliquem na prescrição de outros remédios. O médico (em geral, o endocrinologista) é quem poderá averiguar o TSH, estudar os efeitos adversos e chegar a um tratamento adequado para cada caso.

 

Mais informações:

Sociedade Brasileira de Endocrinologia

www.endocrino.org.br.

Publique aqui um comentário, dúvida ou sugestão