Em tempos de corona…

‘Olá dona Lina, aqui é o Ladislaw!

Lembra de mim?’

Fiz um esforço por segundos ao telefone…

E ele, animadíssimo, sequencia.

‘O do taxi! Daquela segunda!

A sra me passou a dica do Maturi!’

Ele é bom. Na memória construí

imediatamente: esse nome, uma segunda 

indo pro estúdio gravar, contou-me

a vida, mais de 55 anos, queria voltar

pro ramo da contabilidade…

Confirmei que lembrava.

Uma risada de alívio e…

seguiu desembestado.

Contou do curso gratuito, 

(pra se atualizar)

agora online,

mas que levaria tempo.

Animei-o. O que a gente quer

a gente foca, persiste, consegue!

Era a brecha: ofereceu-se pra

comprar, buscar, levar, trazer

tudo o que eu precisasse

em tempos de corona!

Antes da resposta, 

confessou: ‘pra minha vizinha,

de 77, lá da Penha, eu faço de graça.

Porque tem a sra pra compensar.

E aí, o que vai precisar hoje?’

Não aguentamos. Rimos, os dois!

Quer saber? Ladislaw ganhou uma corrida

e eu, cá com meus botões,

fiquei a pensar:

é em momento de crise

em tempos de corona então…

que descobrimos do que somos feitos.

bjs

linamenezes25/3/2020

Publique aqui um comentário, dúvida ou sugestão